Prefeitura de Corupá avalia impactos do Coronavírus e anuncia medidas para reverter queda de receita

Orientações

O prefeito de Corupá e presidente da AMVALI – Associação dos Municípios do Vale do Itapocu, João Carlos Gottardi, e secretários municipais se reuniram na quarta-feira, dia 8, com representantes da Associação Empresarial de Corupá (Aciac) e Associação dos Bananicultores (Asbanco) para discutir a situação do Coronavírus no município.

No encontro, realizado na ACIAC – Associação Empresarial de Corupá, foram discutidos assuntos como o prolongamento do isolamento social até 12 de abril, anunciado na terça-feira (7) pelo Governo do Estado. Há uma grande preocupação da classe empresarial e da prefeitura em relação aos impactos da pandemia na economia.

Segundo Gottardi, os prefeitos têm realizado reuniões virtuais quase que diariamente para discutir a situação. A Fecam – Federação Catarinense dos Municípios também participa do comitê criado pelo governo estadual juntamente com outras entidades que representam vários setores, levando os pleitos e preocupações dos municípios. “O Estado tem sido irredutível na tomada de decisões”, observou o prefeito.

A expectativa, tanto da administração municipal como das associações, é que a reabertura do comércio e demais estabelecimentos siga mantida para a próxima segunda-feira (13), como indicado pelo governo estadual. João Carlos Gottardi também trouxe a preocupação com a arrecadação do município nos próximos meses. O Governo do Estado confirmou que o repasse do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) deve ser 30% menor.

“Já tomamos a decisão em diminuir o salário do prefeito, do vice e de comissionados para os próximos três meses. Mas vamos fazer uma série de estudos e análises das nossas contas assim que o período de isolamento encerrar. Teremos de revisar contratos, com certeza serão necessários mais cortes pela frente, para podermos priorizar a área da saúde”, completou o prefeito.

Fonte: Prefeitura de Corupá