Corupá também adere à obrigatoriedade da máscara de proteção na prevenção ao Covid-19

Dúvidas Comuns, Orientações, Prevenção

A partir desta quarta-feira (15) passa a ser obrigatório o uso de máscara em estabelecimentos de Corupá – tantos funcionários, como clientes. A medida, já adotada por outros municípios, também é uma ação preventiva no combate à Covid-19. O decreto municipal ainda impõe condutas de limpeza e higiene para comércios, entidades e transportes.

Conforme o decreto municipal, as máscaras precisão ser obrigatoriamente usadas por funcionários de empresas, comércios e entidades; para pessoas que desejam entrar em estabelecimentos comerciais considerados essenciais e nos que tiveram as atividades liberadas nesta semana; no táxi ou transporte compartilhado de passageiros; e para desempenho das atividades no serviço público.

Os estabelecimentos devem fazer o controle e permitir apenas que pessoas com máscara acessem o interior dos comércios e entidades.  

As máscaras podem ser de tecido e confeccionadas manualmente, desde que sigam as orientações do Ministério da Saúde. Já as pessoas com sintomas gripais devem optar pelo uso de máscara cirúrgica.

As determinações entram em vigor já nesta data, porém, o trabalho ao longo desta semana em Corupá será para orientações à população e estabelecimentos. Conforme decreto, a fiscalização será realizada por fiscais de posturas, sanitários e autoridades policiais.

Penalização

Caso as determinações não sejam cumpridas, os estabelecimentos estarão sujeitos à aplicação de penalidades previstas no artigo 79 da Lei Complementar Municipal de número 12/2009, como: advertência; multa nos valores e proporção descritas no artigo 80 e 81 ambos da Lei Complementar Municipal número 12/2009; interdição parcial, ou total do estabelecimento; e cancelamento de autorização para funcionamento de empresa.

Regras para higiene e limpeza

O decreto de número 1912/2020 ainda determina cuidados de higiene e limpeza em estabelecimentos que tiveram suas atividades liberadas, bem como no serviço público:

1)      Intensificação das medidas de higienização de superfícies e áreas circulantes; disponibilização de álcool gel 70% para os usuários nas entradas e saídas do estabelecimento e na entrada ou interior dos elevadores em local sinalizado;

2)      Os funcionários deverão efetuar a limpeza com Equipamentos de Proteção Individual inerentes a cada função;

3)      Disponibilizar informações visíveis sobre higienização de mãos, sabonete líquido e papel toalha descartável nos lavatórios de higienização;

4)      Adotar medidas internas, especialmente aquelas relacionadas à saúde no trabalho, necessárias para evitar a transmissão do Coronavírus;

5)      Máscaras dos funcionários deverão ser trocadas a cada quatros horas, ou duas horas se tiver úmida (conforme prevê decreto estadual);

6)      Os funcionários deverão, a cada procedimento realizado, lavar as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool gel 70%.

7)      Para higienização dos banheiros, os profissionais deverão usar luvas e botas.

Higienização das máscaras

– O uso da máscara caseira é individual, não deve ser compartilhada nem entre familiares.

– Coloque a máscara com cuidado para cobrir a boca e nariz e amarre com segurança para minimizar os espaços entre o rosto e a máscara.

– Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocá-la na rua e não fique ajustando a máscara na rua.

– Ao chegar em casa, lave as mãos com água e sabão, secando as bem, antes de retirar a máscara.

– Remova a máscara pegando pelo laço ou nó da parte traseira, evitando de tocar na parte da frente.

– Faça a imersão da máscara em recipiente com água potável e água sanitária (2,0 a 2,5%) por 30 minutos. A proporção de diluição a ser utilizada é de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água (Por exemplo: 10 ml de água sanitária para 500ml de água potável).

– Após o tempo de imersão, realizar o enxágue em água corrente e lavar com água e sabão.

– Após lavar a máscara, a pessoa deve higienizar as mãos com água e sabão.

– A máscara deve estar seca para sua reutilização.

– Após secagem da máscara utilize o com ferro quente e a condicionar em saco plástico.

– Descartar a máscara sempre que apresentar sinais de deterioração ou suja.

[Com informações da Prefeitura de Corupá]